Translate

quarta-feira, 29 de Maio de 2013

5 remédios para emagrecer


remedios para emagrecer
A indústria do emagrecimento vem crescendo a cada dia, as pessoas encontram mais facilidade em emagrecer sem fazer esforço físico, inibidores de apetite já viraram moda no mercado, pois proporcionam uma perda de peso rápido, fácil e eficaz. O sou diva vai falar sobre 5 remédios para emagrecer mais usados hoje em dia, mas lembre-se não tome nenhum desses produtos sem orientação médica.


Anfepramona

A Anfepramona é um dos remédios para emagrecer mais usados no Brasil, sua prescrição é bem controlada. Sua ação predomina nos núcleos hipotalâmicos laterais inibindo a fome, sendo um forte inibidor de apetite, seu uso pode trazer riscos sérios a saúde e muitos efeitos colaterais. Os efeitos colaterais mais comuns são: nervosismo, constipação intestinal, boca seca e insônia, seu uso também causa dependência, levando a pessoa ficar viciada na droga. A anfepramona com o passar do tempo também perde o efeito e por isso deve ser usada apenas em um curto período, também é encontrada pelos nomes Inibex, Hipofagin e Dualid.
Femproporex

O Femproporex é um anorexígeno e atua como supressor de apetite é uma substancia cuja utilização sofre abuso no Brasil devido à sua propriedade estimulante capaz de manter a pessoa acordada, por isso é muito utilizado de forma irresponsável. Seu uso é contra-indicado para que tem distúrbios cardíacos e seus efeitos colaterais são: doenças psicóticas, dependência, insônia, tremores, náuseas, fadiga, irritação, nervosismo e depressão.

Fentermina

A Fentermina é um derivado de anfetamina usado como supressor de apetite, é indicada para pessoas com risco médico alto devido ao peso e não para emagrecimento cosmético. Ela é comercializada como fórmula de liberação imediata (Adipex), ou resina de liberação lenta (Lonamin e Duromine). Seu uso pode desenvolver dependência desta forma é classificada como uma substancia controlada, seu uso deve ser evitado em pacientes com: Agitação, doenças cardiovasculares, pressão alta e glaucoma.

Mazindol

O mazindol não é um derivado anfetamínico, é uma substancia anorexígena inibidora de apetite que atua como auxiliar no tratamento de obesidade, ele tem um efeito mais prolongado se tornando um medicamento eficiente. O mazidol por ter efeitos colaterais em potencial, deve ser usado somente sob prescrição médica, sua utilização deve ser a curto prazo apenas como coadjuvante no tratamento da obesidade, seu efeitos colaterais são: boca seca, obstinação intestinal, depressão, pânico, taquicardia, nervosismo e alteração no sono.

Sibutramina

A sibutramina atua diretamente no sistema nervoso central, estimulando a sensação de saciedade. Os estudos científicos garantem seus resultados no tratamento da obesidade e inda não causa dependência física e psíquica, seus efeitos colaterais são transitórios, mas não graves e só ocorrem no inicio do tratamento. Os principais incômodos são boca seca, constipação intestinal, dor de cabeça leve, taquicardia, náuseas, sudorese, entre outros

Veja também: Tudo sobre a Sibutramina

Procure um médico

Assim como todo remédio, é indicado a procure de profissionais da saúde, afim de evitar problemas de saúde, cada remédio é feito para determinado caso, por isso, eles não são mais vendidos livremente, é necessário uma receita médica para poder utilizar desses remédios.

E não pense em comprar no mercado negro, pois pode ser altamente prejudicial e inclusive causar outras doenças.

Fique atento com os remédios para emagrecer, como podem ver todos trazem algum problema á saúde, antes de apelar para os remédios invista em uma dieta e exercícios físicos, pois com certeza é a melhor opção para uma saúde saudável.

Fonte:
http://soudiva.com/5-remedios-para-emagrecer

Comprimidos para emagrecer


comprimidos para emagrecer
No artigo que lhe trazemos hoje iremos procurar efetuar um estudo útil incidente em comprimidos para emagrecer, não-naturais, que pode utilizar para emagrecer. Na maioria dos casos que vamos analisar, é medicação que necessita de prescrição médica para a utilização. São, como é natural, comprimidos mais fortes e potencialmente mais eficazes, visto que têm na base da sua composição produtos químicos. Os seus efeitos prejudiciais são também maiores e com maior probabilidade de ocorrência. Assim, deve limitar o uso deste tipo de solução a situações de extrema necessidade, como problemas de obesidade graves. Se apenas tem alguns quilos extra, deve antes procurar a resolução mais natural e benéfica para o problema: dieta e exercício, quiçá acompanhados de comprimidos naturais, que evitam os problemas de saúde trazidos pelos químicos.

O medicamento não vai, só por si, resolver coisa nenhuma. O único método de eficácia comprovadíssima é o mais natural possível: reeducação alimentar resultante numa dieta equilibrada e atividade física com intensidade suficiente. Ao reeducar-se, aprenderá a equilibrar a ingestão calórica e a evitar alimentos prejudiciais. Já o plano de exercício pretende acelerar o seu metabolismo de uma forma tal que permita, quer através de exercícios cardio quer através de levantamento de pesos, queimar a gordura armazenada em excesso. Assim, se recorrer só aos comprimidos sem alterar os seus hábitos, não só não emagrecerá como ainda estará a correr riscos elevados e completamente desnecessários.

À semelhança dos comprimidos naturais, também os químicos têm meios diversos de atingir a finalidade comum. Assim, existem comprimidos de vários tipos, desde os que pretendem aumentar a saciedade para resistir às tentações, aos que jogam antes com o seu metabolismo, tentando acelerá-lo de forma a poder eliminar as gorduras mais rápida e facilmente. O caminho pode, simplificando, seguir duas vias diferentes, embora paralelas: ou se preocupa com a quantidade de comida ingerida, ou vira-se antes para o ritmo a que é queimada a gordura em excesso.

Comprimidos disponíveis no mercado e suas funções

Zantril/Obenix/Fastin, principalmente – a sua atuação prende-se com a redução da necessidade de comer. Obviamente, são os mais indicados e eficazes para aquelas pessoas que têm como problema central a falta de controlo sobre a comida. O seu composto principal é Fentermina, que potencia a saciedade.

Inibex/Dualid/Hipofagin – também têm como primacial objetivo a redução do apetite, sendo que por isso são igualmente tomados principalmente cuja principal dificuldade é manter as tentações longe da boca. A diferença é que o composto atuante principal é a Anfepramona.

Reductil/Plenty – estes comprimidos têm um duplo efeito, o que os diferencia dos anteriores. Em primiero lugar, diminuem a fome e, consequentemente, a ingestão calórica. Em segundo lugar, e por outro lado, aceleram o metabolismo, aumentando o total de gasto calórico diário. A substância principal do comprimido é a Sibutramina.

Xenical – O Xenical tem um modo de atuação completamente diferenciado dos restantes acima expostos. Basicamente, ele inibe por completo a absorção de gorduras pelo intestino. A consequência prática é que tudo o que entra sai sem se acumular sob a forma de gordura. Cuidado: o trânsito intestinal fica completamente desregulado por uns tempos, pelo que não convém tomá-lo se pretender sair para sítios sem casa de banho.

Adelgafit – O Adelgafit é um suplemento alimentar natural que ajuda a perder peso de forma saudável. Este é feito à base de plantas e vai ajudá-la a perder alguns quilinhos sem que tenha de fazer os habituais grandes sacrifícios típicos das chamadas dietas ioiô.

Fonte:
http://barrigalisa.pt/comprimidos-para-emagrecer/